Acompanhe o lançamento da
plataforma "Ancestralidades"

A palavra ancestralidade teve por muito tempo seu papel fundamental, geralmente ligado a organização das religiões de matriz africana. Hoje, o termo tornou-se, para além disso, um signo de resistência afrodescendente, responsável por enegrecer a história do Brasil e relacionar as lutas do passado com as do presente. Pensando nisso e na importância de se colocar em pauta a história e as memórias da população negra no Brasil, o Itaú Cultural e a Fundação Tide Setubal lançam a plataforma Ancestralidades, disponível a partir de 8 de novembro.

O encontro de lançamento acontece no dia 8 de novembro, às 17h, e marca o início da programação Encontros Bongola: Perspectivas das Ancestralidades negras. Neste ciclo de conversas e partilha de saberes, Sueli Carneiro, Ana Maria Gonçalves e Tiganá Santana, que são conselheiros do projeto, reúnem pensadores e referências negras, para discutir sobre o desdobramento do termo nas artes, ciências, políticas e direitos humanos. O termo Bongola, por sua vez, vem da palavra em kimbundu que significa reunir, convocar. Ao todo serão sete encontros que contará com a participação de importantes nomes como Cidinha da Silva, Nei Lopes, Edson Cardoso, Leda Maria Martins, entre outros.

Além dos Encontros Bongola, a programação de lançamento da plataforma Ancestralidades conta também com duas lives intituladas “Memórias Insubmissas: protagonismo negro no audiovisual”, com discussões dos filmes “Abolição” (1988) do diretor Zózimo Bulbul e “Voltei!” (2021) de Glenda Nicácio e Ary Rosa, ambos disponíveis na plataforma Itaú Cultural Play. Por fim, contará ainda com quatro shows do Palco Virtual, todos gratuitos e disponíveis no site do Itaú Cultural. As datas, horários e informações sobre ingressos estão disponíveis na aba

imagem

Confira os encontros anteriores

Encontro com Ana Maria Gonçalves, Sueli Carneiro e Tiganá Santana com Eduardo Oliveira

Lançamento do Ancestralidades + Masterclass- Perspectivas das Ancestralidades negras

Encontro com Cidinha da Silva e Sueli Carneiro

Ancestralidades e seus desdobramentos na participação democrática e nos direitos humanos

Encontro com Edson Cardoso e Sueli Carneiro

Ancestralidades e a questão racial no Brasil

Encontro com Nei Lopes e Ana Maria Gonçalves

Ancestralidades e a concepção negra numa perspectiva diáspora africana

Encontros com Viviane Ferreira e Ana Maria Gonçalves

Ancestralidades e a concepção negra numa perspectiva nacional nas artes e na cultura

Encontros com Alan Alves-Brito e Tiganá Santana

Ancestralidades e Cosmologias africanas

Encontros com Leda Maria Martins e Tiganá Santana

Ancestralidades e a tecnologia do Giro: a espiralização do tempo a partir das práticas culturais